Meio&Mensagem
Publicidade

Cannes Lions

21 A 25 DE JUNHO DE 2021


17 de junho de 2021 - 16h48

A pandemia é um marco na história da humanidade.
Mas será ela também memorável na história da publicidade?

Os anos de 2020 e 2021 foram marcados por uma palavra considerada inimiga da criatividade: a restrição.

Em outras palavras, o famoso “Não”.

Não pode errar.
Não pode filmar.
Não pode gastar.
Não pode propagar (válido para infectologistas e profissionais receosos).
Não pode reunir.
Não pode ir para Cannes, inclusive.

Entretanto, para a nossa sorte, ninguém disse ainda “Não pode pensar”. E assim, continuamos criando. Ou, pelo menos, estamos tentando todos os dias.

No isolamento social, repensamos o nosso preconceito contra o home-office.
Na desaceleração econômica, repensamos a nossa relevância para os negócios dos clientes.
Nas quedas orçamentárias, repensamos a importância de uma ideia essencialmente forte.

Na teoria, pode-se dizer que a restrição foi a impulsionadora da criatividade durante a pandemia. O “Não” doeu, e ainda dói, mas nos obrigou a enxergar as nossas próprias fragilidades.

Muito já foi dito em quase 1 ano e meio. Agora é a hora de ver o que aprendemos, fizemos e vamos premiar na prática. Walk The Talk.

Dependendo do resultado, essas lições podem ficar para sempre na história da nossa indústria, mostrando que a criatividade supera qualquer “Não”.

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio