Meio&Mensagem
Publicidade

Cannes Lions

18 A 22 DE JUNHO DE 2018 | CANNES - FRANÇA

Arthur Sadoun apresentará a plataforma Marcel em Cannes

Publicis Groupe, que anunciou sua ausência dos eventos do mercado por um ano no Cannes Lions 2017, terá cerca de 400 campanhas concorrendo aos Leões de 2018, com inscrições financiadas por clientes e parceiros

Alexandre Zaghi Lemos
11 de junho de 2018 - 9h58

O fato mais comentado do Festival Internacional de Criatividade de Cannes de 2017 não foi algo que surgiu das premiações ou palestras, mas sim uma decisão anunciada num dos eventos paralelos. O CEO do Publicis Groupe, Arthur Sadoun, abalou o Cannes Lions e desviou a atenção dos Leões ao comunicar que a holding não participaria do festival em 2018 e também se ausentaria de diversos outros eventos da indústria durante um ano.

A notícia do inédito boicote balançou toda a indústria e a iniciativa foi apoiada por outros líderes que fizeram coro na exigência de mudanças no festival, especialmente no que se refere aos altos custos envolvidos na participação no evento. A Ascential Events, empresa controladora do Cannes Lions, foi obrigada a tomar medidas para tentar reduzir o impacto financeiro para as empresas que enviam seus executivos ao festival – entre elas a diminuição de oito para cinco dias.

Agora, às vésperas do Cannes Lions 2018, que começa no dia 18, o que no início se desenhava como boicote se materializa com uma presença mais tímida. O Publicis Groupe, além de dizer que a decisão de pausar investimentos em prêmios e eventos nunca foi um boicote a Cannes, revela nesta segunda-feira, 11, como será sua participação no evento, o que incluirá a presença de Arthur Sadoun, para apresentar a plataforma Marcel, um dos projetos internos para os quais a holding diz ter canalizado o dinheiro economizado com a ausência de um ano nos eventos.

Sadoun: “Nossa indústria precisa de mudanças radicais” (crédito da foto: divulgação / Arthur Delloye)

“Doze meses atrás, decidimos pausar nosso investimento em eventos promocionais do setor por um ano. Foi um sacrifício difícil, mas necessário, num momento em que nossa indústria precisa de mudanças radicais. Isso nos deu os meios, o foco e, talvez mais importante, o senso de urgência, para reinventar a maneira como trabalhamos e começar a construir a plataforma Marcel”, diz Sadoun, em comunicado oficial. “Será apenas por algumas horas, mas estamos realmente ansiosos para ter a oportunidade, um ano depois, de compartilhar por que acreditamos que a decisão que tomamos foi correta para nosso pessoal, nossos clientes e, esperamos, para nossa indústria”, frisa Sadoun.

Segundo o Publicis Groupe, a convite do festival, a versão beta da Marcel será apresentada no palco principal do Palais des Festivals, na terça-feria, 19, às 15hs. Participarão, além de Sadoun, a diretora de estratégia da holding, Carla Serrano, e o novo diretor de criação do Publicis Groupe e presidente da Publicis Communications, Nick Law.

Nick Law também irá presidir um dos 26 júris do Cannes Lions 2018, o da nova área de Creative eCommerce. Outro líder da holding, Mark Tutssel, global chief creative officer da Leo Burnett Worldwide e creative chairman da Publicis Communications, irá liderar o julgamento de Sustainable Development Goals. Além deles, outros 10 profissionais do Publicis Groupe integrarão os júris presenciais do Cannes Lions 2018, tendo sua presença “financiada pelo evento, de acordo com a política do festival de cobrir o custo de todos os participantes, de qualquer empresa, que atuam em seus júris” – diz o comunicado do Publicis Groupe. Outros 12 profissionais participaram dos júris prévios feitos online, mas não estarão em Cannes.

Ainda irão a Cannes 12 funcionários das agências do Publicis Groupe selecionados para as competições do Young Lions e 25 funcionários convidados por clientes e parceiros do setor. Outros 15 funcionários da holding francesa decidiram participar bancando seus próprios custos – entre eles Silvia Cavalcanti, vice-presidente de consumer strategy na Sapient Razorfish NY, que está entre os 40 profissionais participantes do blog Diário de Cannes, do Meio & Mensagem, e escreve exatamente sobre isso em seu primeiro post.

Também estarão em Cannes, por conta da holding, 20 executivos do Publicis Groupe que irão participar de reuniões de clientes que acontecerão paralelamente ao festival – mas sem pagarem pelo acesso as atividades oficiais do evento.

Cerca de 400 campanhas desenvolvidas pelas agências do Publicis Groupe estão concorrendo aos Leões de 2018. Entretanto, segundo a holding, foram inscritas por clientes e parceiros por serem “consideradas dignas de prêmio”. A única exceção, em que a holding bancou os custos de inscrição, é a campanha “3 Billboards”, da BBH Londres para Justice4Grenfell, organização que defende as vítimas do incêndio na Torre Grenfell, em Londres, ocorrido em 14 de junho de 2017. “O Publicis Groupe tem orgulho de apoiar esta causa e a criatividade para o bem no Cannes Lions”, diz o comunicado oficial.

Um dos trabalhos do Publicis Groupe inscritos é “It’s a Tide Ad”, da Saatchi & Saatchi Nova York para Tide, marca da P&G, que chega a Cannes entre os favoritos de 2018 após conquistar um dos três Black Pencil concedidos pelo D&AD, o Best of Discipline em Film no The One Shoe e dois Grand Prix no New York Festivals (Film e Media). Essa foi uma das 15 campanhas que a P&G selecionou para apoiar nas inscrições em Cannes – em uma iniciativa inédita para o anunciante.

“Gostaria de agradecer profundamente aos nossos clientes, cujo compromisso com a criatividade e com o nosso relacionamento permitiu que cumpríssemos nossa promessa de que nenhum trabalho que merecesse ser julgado neste ano ficaria de fora do festival. O investimento que fizeram para garantir que o que estamos fazendo juntos seja celebrado demonstra sua crença em nosso trabalho e no valor criativo que ele proporciona. Eu sei que falo pelo grupo inteiro quando digo que somos extremamente gratos a eles por sua incrível parceria”, frisou Arthur Sadoun.

O texto divulgado nesta segunda, 11, informa ainda que uma parceria com o Cannes Lions permitirá que os funcionários do Publicis Groupe tenham acesso digital aos premiados de 2001 a 2018, e reafirma que a ausência da holding dos eventos e premiações do setor termina em 1º de julho de 2018.

“A comunidade criativa do grupo teve que arcar com grande parte do peso de nossa decisão de fazer uma pausa em nossas promoções este ano que terminará em 1º de julho. Juntos, nossos esforços já resultaram no sucesso do unboxing da plataforma Marcel, então, não há dúvida de que tudo valeu a pena”, salienta Sadoun. “O Cannes Lions sempre teve um lugar especial para o Publicis Groupe, e estamos muito satisfeitos por voltar em 2019, mais fortes do que nunca”, promete.

Publicidade

Compartilhe

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio