Meio&Mensagem
Publicidade

Cannes Lions

21 A 25 DE JUNHO DE 2021

Sincronicidade

Os índices de verdade e honestidade que são cobrados da publicidade podem mudar tudo.Hoje em dia “news are fake, but advertising is real”. E quando você junta milhares de lunáticos publicitários de todo o mundo?


9 de junho de 2017 - 11h14

A banda The Policy tem um sucesso aonde Sting canta uma ideia que nos afeta hoje mais do que nunca: “Um princípio de conexão / Ligado ao invisível/ Quase imperceptível / Algo inexprimível / Ciência insuscetível / Lógica tão inflexível / Casualmente conectível / No entanto nada é invencível.”

Ele canta a sincronicidade (Sincronicity), um conceito desenvolvido por “Carl Gustav Young para sua teoria de que tudo no universo está interligado por algum tipo de vibração, e que duas dimensões estão em algum tipo de similaridade existencial. O que faz certos eventos isolados parecerem repetidos, em perspectivas diferentes”.

Fácil de entender. O avião foi criado com meses de diferença em França e EUA? Isso é sincronicidade. O rádio foi inventado também numa mesma época, no Brasil, Italia e Estados Unidos? Sincronicidade.

E o que estão criando hoje em dia em todos os lugares do globo? O politicamente correto, o ativismo de câmera ligada, a intolerância contra o que não compreendemos.

E esse resultado é obra exclusiva de disciplinas que deveriam ser sérias e densas, com obrigações com a verdade. Porém geraram Ideologias baratas e filosofias compradas.

A intolerância, o egoismo, a enganação ideológica são ensinados hoje em nossas universidades. A exploração a partir dos pobres é citada descaradamente para roubos e distorções de realidades básicas. Metade dos ativistas hoje não seria capaz de reproduzir dentro de suas famílias o que defendem nas redes sociais e em protestos.

Se gente tão séria, respeitada, com doutorados, posições sólidas em universidades e com meios de comunicação poderosos ao alcance, brinca desaforadamente com a realidade, inventando heróis e vilões independente da realidade, o que pode fazer uma disciplina tão sonhática e descompromissada como a publicidade?

Pois eu lhe digo: pode mudar tudo. Os índices de verdade e honestidade que são cobrados da publicidade podem mudar tudo. Hoje em dia “news are fake, but advertising is real”.

E quando você junta milhares de lunáticos publicitários de todo o mundo?

Aí então, pode mudar tudo mesmo.

Esses 15 mil publicitários que vão se encontrar são fiscalizados, observados e patrulhados em cada palavra que escrevem. Eles podem fazer muito pelo mundo. Estão fazendo alias. Hoje, você tem notícias falsas o tempo todo. Porém a publicidade precisa ser verdadeira.

A sincronicidade exige isso no mundo todo. Para funcionar, a publicidade precisa ser verdadeira no mundo todo.

E mais, cabe a publicidade apontar o caminho para o mundo aonde as pessoas desejam viver.

A publicidade, seja online, offline, bellow, above, beyond the line, é simplesmente uma promessa de um mundo melhor, mais justo, mais humano. É o lugar aonde todo ser humano quer viver. Mesmo que imperfeita. A publicidade representa o mundo aonde a justiça acontece para aquele que se esforça. Uma promessa aonde o reconhecimento é real para quem se comporta.

Sherazade garantiu mil e um dias de vida, ludibridiando seu assassino e fascínora, que dormia ao seu lado. Para isso, criou mil e uma histórias interessantes. Entreteve seu algoz, evitando assim a sua execução. Sherazada é a madrinha dos publicitários. Para não morrer, o mundo precisa de imaginação, caminhos, sonhos. Mas sempre com um pé na realidade.

Cannes reúne verdadeiros sonhadores globais. Enquanto os pensadores sérios espalham a intolerância e o ódio, os publicitários tentam contrabalancear para um mundo mais tolerante e justo. Basta observar o novo Bebe Johnson para entender isso. Basta ver a publicidade da cerveja Heineken e centenas de outras.

As mulheres e os homens que colocam em suas linhas um mundo muito melhor do que existe em seu trabalho diário, merecem respeito. Mesmo que ao final da mensagem vejamos uma marca de sabão em pó. Pelo menos essas fantasias podem nos dar sorrisos ou lágrimas. Mas os sorrisos serão de ternura e não de sarcasmos nervosos. E as lágrimas serão de esperança e empatia e não de dor.

Essa é a mágica e a beleza da publicidade.

A comunidade de sonhadores, de empreendedores, de inventores de um mundo melhor, vai se reunir durante uma semana em Cannes.

Não sei se o mundo real vai suportar tamanha alegria em celebrar ideias sem retaliação. Metade do mundo odeia ideias. Odeia pensar. Mas nunca se sabe quando a sincronicidade vai realmente dar o ar da graça e pairar sobre uma comunidade que, pode influenciar o mundo todo.

7 bilhões de pessoas vão consumir ideias, coisas, tudo, no próximo ano. Essas mensagens serão criadas por parte dessas 15 mil pessoas que vão se reunir em Cannes. Elas vão criar, liderar e espalhar pelo mundo mensagens que podem mudar tudo. Esta é a importância da publicidade.

Que a Sincronicidade ou o Espírito Santo use Cannes e seus delegados para espalhar emoções e pensamentos melhores para 2018.

Publicidade

Compartilhe

Patrocínio