Meio&Mensagem
Publicidade

Cannes Lions

17 A 24 DE JUNHO DE 2017 | CANNES - FRANÇA

Com 10 Leões, Brasil tem seu melhor ano em PR

País recebe 5 Pratas e 5 Bronzes, que marcam seu melhor aproveitamento na categoria; júri entregou Grand Prix a Fearless Girl

Bárbara Sacchitiello
19 de junho de 2017 - 15h10

Festival de música do Reclame Aqui rendeu uma Prata e um Bronze para a Grey (Crédito: Reprodução)

Compreender que PR não é somente enviar releases à imprensa mas, sim, participar efetivamente da criação de mensagens publicitárias para marcas e causas. Essa premissa – que, na opinião dos jurados da categoria deve orientar o trabalho de relações públicas em todo o mundo – parece ter se consolidado, de fato, no Cannes Lions.

De acordo com Karen Van Bergen, CEO da Omnicom Public Relations Group e presidente do júri de PR, a essência criativa veio antes da repercussão nos critérios utilizados pelo grupo para definir os vencedores de Leões neste ano. “Olhamos primeiramente para a criação, depois para a estratégia e para o resultado. Tivemos muitas ideias ótimas neste ano e os cases premiados são aqueles contam boas histórias. Chegou a hora de o PR brilhar”, disse Karen.

Para o Brasil, o ano em PR também foi marcante. O País conquistou 10 Leões – a melhor participação nacional na história da categoria. No ano passado, o País tinha conseguido apenas 3 troféus em PR. Agora, o Brasil recebeu 5 Leões de Prata e 5 de Bronze. Grey e DM9DDB (com cases para Reclame Aqui e Ssex Bbox, respectivaente) levaram uma Prata e um Bronze cada. Little George (“Histórias Seguras – Guerreiros da Amazônia”), Lew’Lara\TBWA (“Braile Bricks”) e BETC (“Woman Interrupted”) receberam um troféu de Prata cada uma, enquanto AKQA (“Whopper Exchange”), Publicis Brasil (“The Cliché”) e Africa (“The Debut”) foram premiadas com um Bronze cada. (Confira todos os Leões brasileiros aqui).

Na opinião de Gabriel Araújo, vice-presidente de criação da Ketchum e da Little George, a evolução do desempenho do Brasil se deve a uma mudança de concepção da categoria. “Já conseguimos trabalhar o PR como uma ideia criativa e não como uma divulgação à imprensa. Acredito que haverá, cada vez mais, uma evolução desse conceito e as agências de PR tem a vantagem de já ter a preocupação com a repercussão, que é fundamental para a categoria. Para os próximos anos, acredito que teremos outros recordes para o Brasil”, disse Araújo.

O case “Fearless Girl”, já considerado um dos favoritos do ano no Cannes Lions, conquistou o júri de PR e recebeu o Grand Prix na categoria. Para a presidente do júri, a garotinha que enfrenta o touro é o exemplo perfeito de como uma mensagem pode engajar as pessoas. “O júri todo tem muito orgulho de premiar esse case e, também, da organização financeira que o criou. Nas atuais circunstâncias da sociedade, ele traz uma mensagem poderosa por meio de uma bela história”, disse. Veja:

Publicidade

Compartilhe

  • Temas

  • Brasil

  • Leões

  • PR

  • prêmios

Comente

“Meio & Mensagem informa que não modera e tampouco apaga comentários, seja no site ou nos perfis de redes sociais. No site, quando o usuário ler a indicação Este comentário foi apagado’ significa que o próprio comentarista deletou o comentário postado. Não faz parte da política de M&M gerenciar comentários, seja para interagir, moderar ou apagar eventuais postagens do leitor. Exceções serão aplicadas a comentários que contenham palavrões e ofensas pessoais. O conteúdo de cada comentário é de única e exclusiva responsabilidade civil e penal do cadastrado.”

Patrocínio